0

Para aquecer a casa: Lareiras - Parte II

Elyzia Rodrigues | 7.7.15 | | | | |
Como vimos na postagem anterior, as lareiras convencionais á lenha podem ser fabricadas in loco, ou pré-fabricadas em concreto refratário ou metal, mas se não quer uma lareira que se utilize de queima da madeira, então é melhor optar por outros tipos de lareira.

Foto: Design Encantador

LAREIRA Á GÁS

As lareiras á gás funcionam através de queimadores lineares fabricados em aço carbono ou aço inox 304 e pedras vulcânicas ou falsos lenhos (lenhas de cerâmica refratária).

Foto: Mundo das Tribos

A instalação de uma lareira á gás necessita de dois tipos diferentes de instalação, elétrica e gás, o que torna o custo de sua instalação maior, se comparado com os demais.

Seu funcionamento é parecido com o de um fogão seu acendimento é eletrônico, mas consome o gás para proporcionar o aquecimento do ambiente, a altura das chamas pode ser controlada através de controle remoto.

Foto: Ferreiro da Serra

A maioria dos modelos possui dispositivo de segurança para interromper o fornecimento de gás caso a chama se apague.

Uma lareira funcionando durante 4 horas consome em torno de 1,0Kg de gás.

Foto: Cuiket

Necessita de um berço de concreto para se encaixar, no caso de preferir a lareira com lenhas refratárias, esse berço é dispensável podendo a grelha ser apoiado numa superfície qualquer.

Para mais informações sobre instalação assista esse vídeo.
Pode ser instalado num nicho na alvenaria, mas esta deve ser feita com tijolos refratários.

Foto:Archiproducts

O gás utilizado nesse tipo de lareira é o (GLP), mas alguns fornecedores também tem a opção do gás natural.

Não há necessidade de instalação de chaminés, já que não se produz fumaça.

LAREIRAS ELÉTRICAS, VIRTUAIS OU DIGITAIS

As lareiras elétricas funcionam através do aquecimento de uma resistência ou ventoinha, não produz fumaça, nem cheiro.

Foto: SC Lareiras

As chamas produzidas neste tipo de lareira são imagens virtuais em 3D, fato que faz com que muita gente torça o nariz pra ela.

Possui um termostato que controla a quantidade de calor produzida, podem ser instaladas em nicho de alvenaria, sem necessidade de que ela seja construída com tijolos refratários, ou pode ser instalada em nichos de gesso ou dentro de móveis fixos ou com rodízios.

Foto: Pinterest

Embora sua instalação e manutenção sejam as mais baratas entre os tipos descritos aqui, seu consumo de energia é alto.  Os modelos mais comuns do mercado têm potência que variam entre 750 w a 1700 w.

Podem ser portáteis e é importante considerar que devem ser utilizadas em áreas de no máximo 25,0m².

LAREIRAS ECOLÓGICAS

Também chamadas de lareiras á etanol seu funcionamento se dá através da utilização do tradicional álcool 98,20 INPM, comumente encontrado em supermercados.

Foto: Bom Achei

São lareiras fabricadas em aço carbono ou aço inox escovado, podendo ser portáteis ou em câmaras de combustão que podem ser embutidas em mesas, bancadas, móveis ou piso desde que seja instalada seguindo as precauções necessárias para cada tipo de material usado (mármore, vidro, madeira), assim evita-se o risco de queima ou manchas.


Podem ser utilizadas tanto em áreas externas como internas, desde que se tenha atenção para a renovação constante de oxigênio.

O normal é aqueçam ambientes com área de até 50m².

Não há necessidade de instalações elétrica nem á gás, nem mesmo de tubulações e chaminé. Não produzem fumaça nem cheiro.


Foto: Fotos.sapo

Este tipo de lareira utiliza em média 1litro de álcool para cada 2 horas de uso.

O tempo de uso pode ser maior se a abertura do queimador for menor, quanto maior for o fluxo de ar e a abertura deixada no queimador mais intensa será a chama e mais álcool se consome.

Independente da lareira que for ideal para você ou para sua casa.

Lembre-se que usar uma lareira é manusear fogo e/ou combustível e todo cuidado é pouco!
Siga corretamente as orientações do fabricante do produto que adquirir.

Além disso, é seguro seguir regras básicas como:

*Manter as crianças a uma distância de segurança,
*Manter materiais inflamáveis longe das lareiras,
*Manusear acendedores e combustíveis (gás e álcool) com cuidado,
*Manter o ambiente com um nível mínimo de circulação de ar para a constante renovação de oxigênio.



Fonte:
Polytec Churrasqueiras e Lareiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário