0

Janelas- Qual o seu tipo?

Elyzia Rodrigues | 6.10.15 | | |
Há alguns dias postei sobre os diferentes materiais que as esquadrias podem ser fabricadas.
Escolhido o material, falaremos mais especificamente sobre as janelas e os diferentes tipos de abertura que elas podem ter.

Foto: Moda de Casa

As janelas ventilam, iluminam, protegem e claro decoram, deste modo pra escolher as janelas ideais para cada ambiente do seu projeto, o arquiteto vai precisar integrar diferentes aspectos, por exemplo, as janelas que se abrem para áreas mais sombreadas deverão permitir mais entrada de luz, se o vento é intenso a janela vai precisar que a ventilação seja controlada.

As janelas podem ser de diferentes formatos e tamanhos e podem também ter os seguintes tipos de abertura:

JANELAS DE ABRIR

As janelas de abrir podem ser de uma ou duas folhas e podem abrir para fora ou para dentro do ambiente. Tanto de um jeito como de outro precisam ter espaço para essa abertura acontecer. Quando abertas liberam 100% do vão permitindo entrada total de iluminação e ventilação, assim é bom evitá-las em áreas com muita intensidade luz e vento.

Foto: Decor House

É importante lembrar que se quiser colocar gradil de segurança nas janelas as folhas devem abrir para dentro do ambiente.

E se quiser colocar cortinas ou persianas, as folhas devem abrir para fora, para não atrapalhar na abertura.

JANELAS DE CORRER

São janelas muito comuns hoje em dia, principalmente em apartamentos, podem ter duas folhas ou mais. Como as folhas correm uma sobre a outra não ocupam espaço no ambiente, elas liberam abertura de 50% do vão para ventilação e aceitam a instalação de cortinas ou persianas internamente e de gradil de segurança externamente.

Foto: Diário da Manhã

A abertura pode ser totalmente regulável, além disso, alguns modelos podem vir com venezianas em que se controla a entrada de iluminação. 

JANELAS MÁXIMO-AR

As janelas máximo-ar também são bastante comuns em apartamentos.

Elas podem ser em uma ou mais folhas que se abrem em torno de um eixo horizontal, essa abertura pode acontecer em ângulo de até 90º dependendo do modelo, permite a entrada de ventilação mesmo em dias chuvosos, mas pouco controle na quantidade de ventilação que entra. 

Foto: Forjax

Permite o uso de cortinas ou persianas, mas não permite o uso de gradil de segurança externamente.  

É importante lembrar que esse tipo de janela não deve se abrir para áreas de circulação de pessoas pois podem acarretar acidentes. 

JANELAS BASCULANTE

Este é o tipo de janela mais comum que existe, principalmente  em ambientes que não há necessidade de grandes vãos de iluminação e ventilação. São janelas de uma ou mais folhas que giram em torno de um eixo em sua extremidade. 

Foto: Olhar Moderno

Ocupam pouco espaço interno e externo na abertura, mas permitem pouca entrada de ventilação e são fáceis e limpar, pois suas folhas são estreitas.

JANELAS GUILHOTINA

São janelas com duas folhas se abrem correndo verticalmente uma sobre a outra através de um sistema de contrapeso, liberam 50% do vão para ventilação e iluminação, permitem o uso de gradil de segurança externamente e cortinas ou persianas internamente.

Foto: Demolições

Seu manuseio deve ser cuidadoso, pois é comum deixar uma das folhas cair no dedo. 

JANELAS CAMARÃO, SANFONADAS OU PANTOGRÁFICAS

São janelas com duas ou mais folhas articuladas entre si que se abrem correndo sobre eixos horizontais, permitem quase que 100% de abertura do vão e controle da quantidade de ventilação, porém seu manuseio é difícil e costumam emperrar com muita facilidade. 

Foto: Casa Abril

Normalmente se abrem para dentro o que ocupa parte do espaço interno e dificulta o uso de cortinas e persianas, mas libera o uso para gradil de segurança

JANELAS PIVOTANTES

São janelas de uma ou mais folhas que se abrem girando em torno de um eixo vertical central, permite abertura quase total do vão e também controla a direção de entrada da ventilação.

Foto: Casa & Construção

Embora pouco, precisa de espaço externo e internamente para abertura e dificulta o uso de gradil de segurança e de cortinas ou persianas

JANELAS IDEAIS

As janelas ideais eram muito comuns nos anos 50 e 60 aqui no Brasil, atualmente praticamente desapareceu, são janelas que se abrem como as janelas guilhotinas, através de um sistema de contrapeso, com a diferença que se abrem no mesmo plano uma folha para cima e outra para baixo.

Foto: Casa Vogue

São chamadas janelas ideais porque permitem 100% de abertura do vão, possibilitam o controle da quantidade de ventilação e iluminação já que em ambientes com muita insolação fazia-se o uso de persianas, permitem o uso de gradil de segurança e também de cortinas e persianas. 


JANELAS FIXAS

São janelas usadas somente para iluminação, decoração e proteção já que não abrem, permitem a utilização de gradil de segurança, de cortinas e persianas.

Sua limpeza externa é difícil dependendo do lugar que estiver instalada.

Foto: Vidrado
Fonte: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário