1

Tipos de Papel de Parede

Elyzia Rodrigues | 8.2.17 | | | | |
Você é do tipo que ainda acredita que para dar um charme á parede é só pintar de uma cor bem chamativa?

Nada disso! Não é novidade que há inúmeras alternativas de revestimento dos mais variados materiais, durabilidade e preço que podemos encontrar.

Foto: Minha Casa

O papel de parede é apenas uma dessas alternativas e mesmo o papel de parede pode ser encontrado em diferentes opções de material, preço e estampas. 

Os papéis de parede que encontramos no mercado podem ser dos seguintes materiais: 

Celulose – é o papel de parede tradicional, sua durabilidade é bem menor se comparada com os outros, por volta de 3 anos. Se mal instalado pode deixar arestas que o rasgam facilmente. A limpeza deve ser feito somente com pano seco.

Foto: Allux Mobile


Poliéster – é um papel de parede que dificilmente vai rasgar, pois é 100% poliéster, a durabilidade dele é bem superior podendo chegar aos 10 anos. Para limpá-lo pano úmido é suficiente.

VinílicoPapel de parede lavável por causa da camada de vinil em sua superfície, porém o sabão deve ser neutro e a esponja macia para não manchá-lo pela ação de produtos de limpeza e buchas de superfícies abrasivas. Durabilidade de aproximadamente 12 anos.

Emborrachado – Esse papel de parede possui uma camada de EVA em sua superfície, por isso pode ser lavado, e vale aqui as mesmas recomendações sobre o uso de sabão neutro e bucha macia feita pelo papel de parede vinílico para não manchá-lo. Também tem durabilidade de 12 anos.


Foto: Catanduva Post

TNT – Sigla de Tecido Não Tecido, este papel de parede é feito de uma mistura de fibras naturais (algodão e lã) e sintéticas (poliéster e polipropileno) que cria um material muito resistente á umidade e de fácil limpeza e durabilidade.  


COM QUE ESTAMPA EU VOU?

O papel de parede possui uma infinidade de tipos de estampas que podem ser divididas entre motivos florais, listras, geométricas, lúdicas, tribais ou etnícos. 


A escolha fica por conta do freguês, mas vale a pena algumas dicas para ajudar na escolha, não é mesmo?

As estampas florais são mais femininas e podem ser em desenhos menores e mais delicados como em desenhos maiores e mais exuberantes. Essas flores podem ser em muitas cores. 

Se o ambiente em questão é muito pequeno, o papel de parede com listras podem dar uma ampliada no espaço tanto horizontal quanto verticalmente. 

Foto: Monta Casa

Se não gosta de quadros na parede pode usar o papel de parede com motivos geométricos ou tribais, pois eles preenchem o ambiente com mais informações dispensando quadros.

Estampa lúdica é uma boa pedida para quartos infantis, ou para uma decoração mais descontraída.

Quer garantir uma estampa com mais realismo? Então vá de papel de parede 3D, eles são encontrados em estampas bastante realistas de todos os tipos citados acima. 

Foto: Mega Criativo

QUANTO PRECISO!

O papel de parede normalmente é fornecido em rolo de 50cm de largura por 10 metros de comprimento. Para descobrir a quantidade que precisa você deve fazer o seguinte cálculo:
(Altura x largura): 4

Assim, para uma parede de 2,60m de altura e 3,90m de comprimento, teremos:
(2,60 x 3,90) : 4 = 10,14 : 4 = 2,54m. 

Para segurança da instalação acrescente ao total pelo menos 10% de folga. Nesse caso, o total será de 2,80m, ou 3 rolos de papel. 

Foto: Cerâmica Burguina

O preço do rolo do papel de parede varia muito, estampa, material e lançamento podem garantir diferenças grandes entre eles.

Para todos os tipos de revestimento que vamos utilizar a parede precisa estar em perfeitas condições, ou seja, sem rachaduras, sem umidade, descascados e imperfeições de reboco ou emassamento.

No caso do papel de parede essa exigência é mais que obrigatória, pois dependendo do material que utilizar, o papel tradicional, por exemplo, vai replicar cada ponto de imperfeição da parede.

Foto: Feito Decoração

Para aplicar o papel de parede, você vai precisar de:
Balde para diluir a cola; escada; fita métrica; broxa ou rolo de pintura; tesoura; 
estilete afiado; espátula para corte, de preferência de aço e pano seco.

1 - A parede deve ser bem limpa com pano limpo e úmido. Espere secar.
2 - Lixe para remover as imperfeições e aumentar a aderência do papel.
3 - Meça a superfície e defina o tamanho das tiras. 
4 - Corte o papel e deixe 10 cm de sobra para o recorte no teto e outros 10 cm de sobra para o rodapé. 
5 - Passe cola em abundância, do centro para as bordas. Dobre o papel, juntando as pontas.
6 - Espere 1 minuto e passe mais uma mão de cola.
7 - Comece aplicando o papel no teto. Espere colar e vá desenrolando até o chão. Repita o processo, dispondo uma folha ao lado da outra. 
8 - Conforme for colando o papel, passe um pano seco para retirar o excesso de cola e dê leves tapinhas para evitar a formação de bolhas.
9 - Recorte os excessos de papel fazendo vincos firmes com a espátula. 
10 - Passe o estilete para reforçar e puxe a rebarba com as mãos.

Foto: Pinterest

NÃO QUERO MAIS!

Do mesmo jeito que a manutenção e a durabilidade muda de acordo com cada tipo de papel de parede que for escolher a remoção também se alteram.

Há várias receitas para retirar o papel de parede.  Vamos escolher a mais fácil.

Para a remoção do papel é preciso molhar um rolo de pintura com água, e passar na parede até que o papel esteja bem molhado. Depois é só raspar com uma espátula, muito cuidado com sua mão ou a parede nessa separação. 

Foto: Pinterest

Não se preocupe se sua parede for de gesso, nesse processo somente o papel de parede fica molhado.

Para papel de parede com películas de vinil e EVA, primeiro é preciso retirar manualmente a película protetora. Puxe por uma das pontas, como um adesivo.  Só então passe o rolo com água, espere alguns minutos e raspe com uma espátula.

Foto: Decor Fácil

Já instalou o papel de parede em sua casa? Já retirou você mesmo?  
Conta pra gente foi isso!

Se quiser ser o primeiro a receber as postagens que a gente publica, cadastre o seu e-mail no botão “Acompanhe”.

Tem outras postagens interessantes aqui na página: 


Fonte: 


Um comentário: