0

Dicas de conforto acústico para manter a paz entre vizinhos

Elyzia Rodrigues | 21.8.17 | | | | | | |
A poluição sonora faz parte da nossa rotina tanto quanto a poluição atmosférica e visual e tanto quanto essas causam sérios problemas á saúde. É grande o número de pessoas que experimentam perturbações com os ruídos do dia a dia aumentando os riscos de problemas cardiovasculares, pressão arterial e déficit de atenção.

Foto: Ferrão do Humor

Já teve problemas com barulho externo ou de seus vizinhos? Ou ao contrário, recebeu reclamações de vizinhos dizendo que seu barulho os incomoda?
 
Ih... Situação muito comum, principalmente para quem vive em apartamentos.
Como resolver isso?
 
Antes vamos esclarecer alguns conceitos.

O som é um fenômeno físico que se propaga pelo ar, logo tem ar, tem som.
Isolamento acústico é a estratégia utilizada para bloquear a passagem do som de dentro para fora e de fora para dentro de determinado ambiente. É usada em ambientes que você quer que sejam silenciosos como quartos e escritório, por exemplo.

Foto: Arquitetura & Interiores

Absorção acústica é a estratégia que impede que o som reflita nas paredes, teto e piso, é utilizada para evitar eco e reverberação no ambiente. É usada para estúdios e salas de home theater.
 
O primeiro passo é analisar as características de cada situação.
 
Se você está procurando apartamento para morar, é preciso ter a garantia que ele foi construído de acordo com a NBR 15.575 da ABNT em vigor desde 2013 que exige que as construções garantam um mínimo de isolamento acústico.
Imóveis construídos que são anteriores á essa norma costumam apresentar deficiências acústicas, nesses casos é preciso uma análise específica para detectar os pontos críticos e tratá-los.

Foto: G1 Globo
Arquitetura: Renata Basques

Vale lembrar que as soluções para ambientes já construídos podem ficar restritas em função das exigências que elas poderão solicitar. Outro item importante é que esquadrias, piso, parede e teto devem ser tratados em conjunto.
 
Para isolar acusticamente o imóvel será preciso avaliar as fontes de ruídos, os materiais usados na construção, espessura de lajes, paredes e divisórias, tipo de esquadrias entre outras características.
 
Num ambiente podemos ter materiais que refletem ondas sonoras e materiais que absorvem ondas sonoras cada um deles tem a sua função.

Foto: Vitruvius

Paredes e pisos revestidos com materiais mais duros e densos como madeira, vidro, mármore, granito e cerâmica bloqueiam a passagem de som entre um piso e outro e entre a área externa e interna, porém, internamente ajudam a refletir as ondas sonoras, contribuindo para a reverberação dos ruídos.
 
Para absorver esse barulho produzido internamente é preciso lançar mão de materiais mais porosos como tapetes, carpetes, estofados.
 
Para minimizar os ruídos no andar de baixo uma solução é instalar um piso acústico como o piso vinílico ou emborrachado, que além de ajudarem com o isolamento, absorvem os impactos e tem alta durabilidade.
 

Se sua casa ainda vai ser construída, instale um contrapiso com algum material isolante, como lã de vidro ou lã de rocha.
 
Evite laminados de madeira, eles só aumentam o barulho, pois há uma fina camada de ar entre a peça e o contrapiso.
 
O teto é a principal fonte de reflexão de ruídos dentro de um ambiente, a boa notícia é que eles são mais fáceis de serem utilizados para o tratamento acústico que os outros elementos.
 
No caso do ruído transmitindo entre as lajes o ideal é utilizar forro acústico revestido com lã de vidro ou lã de rocha. O forro acústico pode ser feitos de materiais porosos ou fibrosos, perfurados ou ranhurados, rígidos ou semirrígidos, ou de estrutura microcelular.

Foto: Ideias & Projetos

Embora o seu uso seja mais comum em imóveis corporativos e comerciais não há, a princípio, contra indicação em usá-lo em sua casa.
 
Outra solução para criar uma boa isolação acústica é utilizar forro de gesso e depois aplicar uma manta de espuma acústica que pode ser instalada em qualquer ambiente sem a necessidade de grandes reformas estruturais. Essa solução pode ser interessante para home theater.
 
Em imóveis prontos as paredes e divisórias vão exigir soluções que necessitarão de reformas e investimentos maiores.

Foto: Amplitude Acústica

Se o seu imóvel já está construído a melhor solução é aplicar um revestimento adicional de concreto ou gesso acartonado às paredes. O revestimento em drywall pode ser simples ou em formato de “sanduíche”, ou seja, com duas extremidades nesse material recheadas com revestimento acústico, como espuma acústica, lã de rocha ou lã de vidro. Essa estratégia costuma proporcionar paredes mais resistentes à ruídos externos, porém, vai roubar uns 10cm do ambiente.
 
Se ainda vai construir o isolamento acústico pode ser obtido por paredes duplas que em certos casos pode proporcionar uma atenuação do barulho em até 10dB superior ao produzido por uma parede padrão.

 Foto: Knauf

Como dito anteriormente as soluções devem ser pensadas em conjunto, sendo assim, não podemos nos esquecer das janelas e portas. Afinal, se tem ar tem som, e se os cômodos da sua casa não estiverem bem vedados, os ruídos continuarão incomodando.
 
Vãos de portas e janelas devem estar em vedadas. As portas de madeira compensada instaladas nos apartamentos pelas construtoras não atendem nem as questões de acústica nem as questão de segurança.
 
Assim, é válido um investimento dessas portas por portas de madeira maciça, que é imensamente superior tanto em acústica quanto em segurança. Faça isso, pelo menos na porta de entrada.
 
 Foto: Loucos por Decoração

Portas de madeira preenchidas com isolantes acústicos de alta densidade e com vedação precisa, bem como janelas anti-ruídos, feitas de alumínio e com vidro de múltiplas camadas, proporcionam conforto acústico sem prejudicar a decoração.
 
Há janelas acústicas que são compostas por camadas de vidro em suas esquadrias, preenchendo tais estruturas para evitar a passagem do som.
 
Ainda nas janelas, considere a troca do vidro por um vidro mais grosso, de pelo menos 8mm, pois o vidro mais grosso segura mais o som.
 
Já escrevemos sobre janelas acústicas aqui na página.
 
 Foto: Revista Sua Casa
Arquitetura: Mariana Pesca

A recomendação é que a análise do ambiente e as respectivas estratégias a serem adotadas sejam realizadas por profissionais especializados em acústica e já no início do projeto, para que haja uma análise mais ampla e de forma coerente e econômica.
 
Se quiser ser o primeiro a receber as postagens que a gente publica, cadastre o seu e-mail no botão “Acompanhe”.

Na página tem outras postagens que podem ser interessantes para você:
Insônia - O problema pode ser o seu quarto


Nenhum comentário:

Postar um comentário