0

Telha Térmica ou Sanduíche - Ideal para o Conforto Térmico

Elyzia Rodrigues | 12.9.17 | | | | |
Pensar no conforto ambiental das edificações é pensar em estratégias de projeto que consigam criar um ambiente que, como o próprio nome diz, seja confortável internamente ao longo de todas as estações do ano.



 Foto: Designboom
Arquitetura: Carla Juaçaba
Dependendo da região que mora telhados convencionais com telhas cerâmicas podem não atender a esse requisito importantíssimo! 

Uma das estratégias possíveis para se conseguir esse conforto ambiental é fazer uso de isolantes térmicos entre o telhado e a a laje ou usar as telhas térmicas.

A principal característica da telha térmica é minimizar as trocas térmicas, ou seja, o ar frio não se dispersa e o ar quente não entra, o que gera economia de energia elétrica na climatização dos ambientes. Ou seja, o ar condicionado é pouco utilizado ou muitas vezes dispensado.

A telha térmica ou telha “sanduíche” é constituída de duas telhas metálicas entremeadas por um material isolante que pode ser o poliuretano, poliestireno ou isopor (EPS).
 Foto:Arcoweb

Existem entre estes materiais isolantes algumas diferenças que podem decidir na escolha entre um ou outro.

O poliuretano é um material essencialmente isolante térmico razão pela qual é utilizado para isolamento das paredes de câmaras frigoríficas.

Ele é injetado entre as duas telhas metálicas o que evita riscos de descolamento, pois transforma a telha térmica ou sanduíche em uma peça única composta pelas camadas metálicas e pelo poliuretano.
 Foto:Telhas Stop

O poliuretano (PU) é um material devidamente certificado para fazer o isolamento térmico de interiores, é um material retardante.

O poliestireno ou isopor (EPS) possui uma menor capacidade de isolamento térmico e em alguns países seu uso é proibido por força de regulamentações, normas técnicas e fiscalização.

O poliestireno, isopor (EPS) não possui laudo antichama. Este laudo visa caracterizar o produto quanto á sua extinção ou não sob a presença da chama e a consequente propagação do fogo em caso de incêndio. O isopor (EPS) além de não atender á essas diretrizes técnicas ainda produz fumaça tóxica nesses casos.
 Foto: Chave na Mão

Diferente da telha térmica de poliuretano, o isopor (EPS) é colado entre as telhas metálicas e essa forma de fixação deixa o conjunto sujeito á riscos de descolamento. Sendo as telhas flexíveis é natural que elas flexionem quando precisam suportar ventos e todos os outros tipos de intempéries, esse deslocamento ocorre principalmente quando as telhas são longas.

Desse modo, as telhas térmicas de isopor (EPS) não são recomendadas para todos os tipos de edificações, visto que sua durabilidade é afetada. No projeto de uma casa, por exemplo, eu não recomendaria seu uso.
O poliestireno também pode ser usado sem a telha inferior, nesse caso é produzido em placas de 1,0m e os montantes ficam aparentes, devendo ser escondido com forro.
Foto: Pinterest

Outra diferença entre os dois tipos de isolante é a espessura necessária para gerar determinado índice de isolamento térmico. Com 3,0cm de poliuretano podemos gerar um índice de isolamento térmico de 95%. Com o isopor (EPS) seriam necessários 9,0cm gerando um índice de isolamento térmico de 50%.

Ambas proporcionam um bom nível de conforto acústico, tendo as telhas de poliestireno índices mais eficientes.

As duas telhas térmicas (sanduíche com poliuretano ou poliestireno) são leves e possuem estrutura resistente, salvo a observação feita sobre a possibilidade de descolamento da telha de poliestireno. Com isso podemos ter uma estrutura para a cobertura mais barata.
Foto: Casa da Telha

A inclinação necessária para esse tipo de telha pode variar de fornecedor para fornecedor, porém, sua inclinação mínima é a partir de 6% - por isso pode substituindo telhas de fibrocimento, por exemplo, que são prejudiciais á saúde.

A telha térmica de poliuretano custa cerca de 20% a mais que a de poliestireno, nesse caso é preciso avaliar outras características para fazer a escolha mais adequada para cada situação específica.

Quando o custo da telha sanduíche de poliuretano ultrapassa o orçamento, aconselha-se o uso de manta térmica com telhado convencional, em lugar da telha sanduíche de poliestireno.

Mas falaremos sobre manta térmica num outro momento.

Foto: Construindo Decor

Outras características das telhas térmicas:

São fornecidas com a medida certa para a obra, o que garante perdas mínimas de material.
Podemos encontrá-las em várias cores.
Não mofam e nem servem de alimento para insetos e microorganismos.
Exigem pouca manutenção e são duráveis.
Podem ser utilizadas em telhados com pouca inclinação.
As coberturas podem ser executadas rapidamente, garantindo economia de tempo e dinheiro.
Podem ser usadas tanto em diferentes tipos de projeto (residências, comerciais, industriais)
Por minimizar as trocas térmicas evita o gotejamento provocado pela condensação.

O ideal é que a escolha pelas telhas térmicas seja feita durante a elaboração do projeto, mas nada impede que sejam colocadas posteriormente.

Se quiser ser o primeiro a receber as postagens que a gente publica, cadastre o seu e-mail no botão “Acompanhe”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário